Social Icons

.

domingo, junho 27, 2010

O Ghana carrega as esperanças do Continente Africano

Mark Gleeson
27 June 2010
Kevin Prince Boateng marca o primeiro golo do Ghana ©Sydney Mahlangu/Backpagepix

Rustenburg – O Ghana tornou-se na terceira equipa Africana na história do Campeonato do Mundo a chegar aos quartos de final com uma vitória dramática de 2-1, no tempo complementar, contra os Estados Unidos no Royal Bafokeng Sports Palace em Rustenburg, no Sábado.
Um pontapé estonteante de Asamoah Gyan arrumou a partida a favor dos Black Stars, mitigando a enorme pressão e dando um impulso enorme ao continente.
O Ghana carregava as esperanças africanas após um desempenho sombrio no torneio na África do Sul pelos outros cinco representantes do continente.
Mas o treinador Milovan Rajevac disse que deixaram todas as pressões para trás quando entraram em campo contra os americanos que entraram confiantes.
O golo de Kevin-Prince, aos cinco minutos, colocou o Ghana em vantagem muito cedo, mas os americanos deram luta, depois de uma primeira parte a meio gás, empatando ao passar dos 60 minutos com a transformação da grande penalidade por Donovan.
Boateng roubou a bola a Ricardo Clark no meio campo e correu disparando para a baliza de fora da área num início perfeito para os Black Stars.
Poderiam ter marcado um segundo golo aos 37 minutos, mas uma defesa do guarda redes Tim Howard negou o golo a Kwadwo Asamoah.
Do outro lado, defesas extraordinárias do guarda redes Richard Kingson mantiveram a vantagem do Ghana intacta contra os americanos que foram lentos na primeira parte enquanto o Ghana dominava o jogo.
Mas eles tiveram as suas oportunidades. Kingson defendeu um remate de Robbie Findley com as pernas a 10 minutos do intervalo e fez uma defesa com uma mão negando o golo ao substituto Benny Feilhaber no início do segundo tempo.
Mas as coisas pareciam estar a virar-se ao contrário para as esperanças do Ghana quando o jovem defesa Jonathan Mensah, aos 62 minutos, proporcionou uma grande penalidade ao derrubar Clint Dempsey.
Donavan disparou para dentro da baliza dando aos americanos um empate justo; de repente encontraram as reservas de energia para encenarem uma das suas habituais corridas no segundo tempo.
O vencedor apareceu do céu num remate longo quando Gyan com um pontapé esquerdino deslumbrante assegurou o encontro com o Uruguai na próxima sexta-feira na Soccer City de Joanesburgo.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...