Social Icons

.

quarta-feira, junho 02, 2010

Governo da Zâmbia ataca a Igreja Católica

O governo da Zâmbia iniciou uma investida contra a Igreja Católica por esta, alegadamente, se ter colocado do lado da oposição na crítica ao governo. Na quarta-feira, 2 de Junho, o jornal diário The Post publicou uma notícia relativa a mais uma entrevista dada pelo arcebispo de Lusaka D. Telesphore George Mpundu que tem estado na vanguarda nas críticas ao governo.
“O arcebispo Mpundu declarou que a Igreja Católica não será intimidada mesmo se ela tem sido considerada como a maior ameaça à busca de poder absoluto por parte do poder político”, afirma o The Post, que é o jornal independente de maior relevo no país.
A polémica criada à volta da Igreja Católica foi reacendida pelo antigo presidente da Zâmbia Frederick Chiluba, quando há cerca de três meses, acusou a Igreja de ter uma agenda política e de querer derrubar o governo. Fez também um ataque pessoal ao arcebispo de Lusaka na tentativa de denegrir o seu bom nome e o bom nome da Igreja.
Desde essa altura, os ataques do governo têm-se repetido e intensificado. Mas a “Igreja não deixará de se colocar do lado dos pobres e dos sem voz,” afirma o arcebispo.
“O ódio contra os católicos tem a sua origem na percepção errada de que o Arcebispo Mpundu tem ambições políticas e que a Igreja Católica tem uma agenda política e quer governar esta nação,” afirma o referido artigo.
Nas palavras do arcebispo, “os líderes da Igreja Católica, juntamente com os fiéis, continuarão a promover a Doutrina Social da Igreja e o bem comum de todos, particularmente dos pobres, dos fracos e dos sem voz. Ela não se deixará intimidar”.
Enviando também as suas críticas aos meios de comunicação social locais, o arcebispo afirmou que eles não “devem ser instrumentos de propaganda dos que exercem o poder”. Os sucessivos governos têm despojado os meios de comunicação da sua independência e liberdade de expressão.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...